I wanted to be a writer, that's all. I wanted to write about it all. Everything that happens in a moment. The way the flowers looked when you carried them in your arms. This towel, how it smells, how it feels, this thread. All our feelings, yours and mine. The history of it, who we once were. Everything in the world. Everything all mixed up, like it's all mixed up now. And I failed. I failed. No matter what you start with it ends up being so much less. Sheer fucking pride and stupidity.

Oh we wanted everything, don't we?

[Richard Brown - The Hours]

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Coletânea.

Somos tão responsáveis por amar como o somos por nunca amar (Jean de La Bruyère), para quem sabe amar bem, nada é impossível ( Pierre Corneille). Amar é ultrapassarmo-nos (Oscar Wilde), é agir (Saint-Jonh Perse). Só pelo amor o homem se realiza plenamente (Platão).  O amor não é um sentimento, é uma arte (Isabel da Baviera),
o amor não se define; sente-se (Sêneca). É como o sarampo: quanto mais tarde chega na vida, mais perigoso é! (Douglas Jerrold) Temer o amor é temer a vida, e quem teme a vida já está três quartos morto (Bertrand Russell). Não há disfarce que possa esconder por muito tempo o amor quando este existe, nem simulá-lo quando este não existe (François La Rochefoucauld). Só um homem inexperiente faz uma declaração formal, uma mulher convence-se de que é amada muito melhor pelo que adivinha do que pelo que se lhe diz (Ninon Lenclos). O amor só encontra o seu significado no momento da separação (G Bona), ‘pois’ a distância é o fascínio do amor (Corrado Alvaro).  


- Eu Tarzan, você Jane?
- Hoje não querido, to com dor de cabeça.

(Luis Fernando Veríssimo)





 Um beijo é um segredo que se diz na boca e não no ouvido (Jean Rostand).  

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Pirata Caolho.

Há dias em que sou um pirata caolho.
E o mundo se transforma em um desenho plano,
apenas coisas óbvias podem ser compreendidas.
Não entendo ironias, desaprendo frases,
tudo vira de cabeça pra baixo da noite pro dia.


Há dias em que não sou mais a mesma,
que não tenho controle do que vejo, do que sinto.
E é tudo culpa daquele monstrinho,
sempre à espreita, esperando o dia de me cegar.
Tentou, tentou, até o dia de me achar desprevenida.


E bate a saudade de quando o mundo era simples,
de quando o mundo era lógico, com dois lados.
E nesse novo ângulo sem sentido, sem lógica,
surge um caminho tão forte que não posso desviar,
uma estrada longa que não foi feita para um andarilho só,
um sentimento tão importante que não pode ser sentido sozinho.


Hey você, Pirata Caolho, vem caminhar comigo?!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Sua ausência me causa dores que só os amantes sabem explicar...

Perdi o foco, me sinto tola, vulnerável,
incapaz de ser qualquer coisa longe de você.


Me sinto chata, insuportável, mas preciso saber:
Onde andas, onde foi, aonde vais.


Estou presa, dependente como nunca quis ser.
Não sei mais ir por onde você não está.


Mas não renuncio, não desisto. 
Quero ser sua para que possa enfim ser minha novamente.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

sábado, 23 de janeiro de 2010

Aquelas.

"Tem um osso de galinha" ela dizia
"Eu tenho certeza q não vejo nada" o médico
"mas está ali, eu não consigo respirar"
"mas não há nada, já examinei duas vezes"
"por favor tire isso de mim, devolva minha voz, devolva meu folego, eu tenho certeza que tem algo entalado que não me deixa respirar, não me deixa sentir mais nada além do peso que causa em meu corpo todo por segura-lo".

E com três tapinhas nas costas a mágica se fez, o medico tira o que tanto a engasgava. Não era osso, não era falta de ar. Eram palavras, três delas, que juntas não a deixavam respirar.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Não precisa mais fazer silêncio.

Eu quero suas palavras doces na sua voz grave
Quero sua brutalidade sexual
Seus problemas juntos dos meus, neuras, picuinhas
Tudo se resolverá enquanto tivermos amor.


Eu quero te mostrar sua beleza, sua pureza, seu charme
Quero que você perceba o que deixou de ver com o tempo
Quero que veja o bem que você pode me fazer
Que você esteja ciente de tudo o que é capaz.


Sua ternura refletida nos sentimentos que desperta.
Meu carinho cobrirá de amor as feridas abertas.
Seu corpo me despertando da idade média.
Acho graça em roubar-lhe um sorriso
E sorrio, apenas por pensar em você.


Te quero perto e te quero mesmo que longe.
Volta pra ver a lua de novo comigo?!
Prometo que não vai chover hoje,
e dessa vez poderá respirar tranquilo.